Buscar
  • Dr. Arany Tunes

Mau hálito. Preciso de um especialista?


Essa é uma dúvida que minha secretária ouve no telefone, provavelmente todos os dias.

Como a halitose é uma área relativamente nova na ciência, as coisas ainda não estão bem estabelecidas na cabeça das pessoas.

Vou explicar.

Se você tem um problema na pele, sabe exatamente onde ir. No dermatologista.

No estômago? Gastro. No nariz? Otorrino. Nos dentes? Dentista.

E assim por diante.

Mas, e quando o problema é mau hálito?

Às pessoas não sabem nem de onde vem o cheiro. Como é que vão saber a quem pedir socorro.

Vamos aos fatos.

A ciência já provou que cerca de 92% dos casos de mau hálito o problema é na boca.

Então, o primeiro lugar a procurar socorro é o dentista.

Outros 6% dos casos estão relacionados com problemas na região de nariz e garganta. Então o otorrino é a segunda opção.

Cerca de 1% dos casos podem ocorrer no sistema digestivo com o um todo. Então, a terceira opção seria um gastro. E sobra ainda 1% dos casos para doenças sistêmicas. Aí o clínico geral poderia ser uma boa opção.

Vamos para a parte prática. Vou sugerir duas possibilidades para você conseguir ajuda.

A primeira.

Supondo que você esteja com mau hálito, a primeira coisa a fazer é perguntar para algum familiar se eles têm percebido isso.

Caso tenham percebido, corra pro dentista, relate o problema com ele e faça uma avaliação.

Tudo resolvido no dentista, mas o mau hálito continua? Vá ao médico e relate o problema. Primeiro no otorrino e depois no gastro. Não resolveu? Procure um especialista em halitose. Esse com certeza resolve, pois só faz isso o dia inteiro. O problema é que tem poucos no país.

Agora você deve estar pensando: "Nossa, que sufoco! Ter que fazer essa via crucis pra resolver isso?".

Por conta disso existe a segunda possibilidade. Ir direto para um especialista. A chance de resolver tudo logo é maior.

Na primeira consulta ele já faz o diagnóstico e prescreve o tratamento.

Provavelmente vai pedir para sua família ajudar, ficando alerta à condição do seu háilto no dia a dia.

E, normalmente em poucas semanas tudo se resolve.

Com certeza é um caminho mais curto, menos sofrido (halitose judia, né? Quem tem sabe do que estou falando) e provavelmente mais barato.

No meu consultório, posso afirmar que pelo menos 90% dos pacientes já foram ao dentista, otorrino e gastro antes de passar comigo.

Bem, acho que te dei as informações necessárias.

Agora a decisão é sua.

Espero ter ajudado!

Dr. Arany Tunes - especilista em hálito.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo