Buscar
  • Dr. Arany Tunes

Enxaguantes bucais não resolvem o mau hálito.

Acho que isso todos os portadores de halitose sabem.

Praticamente 100% dos pacientes que têm halitose e são conscientes disso, já usaram vários tipos diferentes de enxaguantes bucais, SEM SUCESSO!

Mas, por que?

É simples, os enxaguantes bucais têm uma ação apenas local, ou seja, atuam durante um certo tempo dentro da boca.

Mas aí precisamos levar em consideração dois fatores.

O primeiro deles é simples: algumas halitoses não tem origem bucal, ou seja, o mau cheiro não se forma na boca. Aí não adianta mexer no lugar errado, né?

O segundo motivo: mesmo que o mau hálito esteja se formando na boca, será que o simples uso de um produto durante um tempinho, poucas vezes ao dia, vai resolver o problema? NORMALMENTE, NÃO.

Pra ficar um pouco mais fácil de entender, vou pegar uma das causas muito frequentes de halitose para dar como exemplo.

Vamos supor que o paciente tenha problema na salivação. Por conta disso, alguns tipos específicos de bactérias vão crescer na boca e pode ser que o hálito fique ruim. Aí você usa o enxaguante bucal (que normalmente mata as bactérias) e resolve isso. Sim, momentaneamente. Só que bactérias têm um grande defeito: elas se reproduzem, geralmente muito rápido!

E a saliva: será que algum enxaguante é capaz de corrigir o que realmente está errado, ou seja, corrigir a salivação? NÃO, nenhum enxaguante bucal faz isso.

Por outro lado, eles podem sim, ser úteis, principalmente no início do tratamento, enquanto a salivação não está perfeita.

Resumindo, procurar ajuda especializada é sempre o melhor remédio. Se necessário, especialista em mau hálito vai saber recomendar um enxaguante bucal útil para o seu caso. Mas isso será secundário. A ênfase de qualquer tratamento para o mau hálito deve ser sempre corrigir a raiz do problema!

Espero ter ajudado!

Dr. Arany Tunes

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo