November 14, 2018

Please reload

Posts Recentes

Boca amarga: o que é e como evitar

September 23, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Meu hálito incomoda as pessoas!

August 18, 2017

Devido a uma condição chamada fadiga olfatória, não conseguimos sentir o cheiro do próprio hálito.

Isso acontece quando passamos um perfume, por exemplo. No início, o cheiro é bem evidente. Mas depois de um tempo, deixamos de sentir. Mas o cheiro está lá, na nossa pele. E quem chegar perto vai acabar sentindo.

Essa condição - não saber como está o próprio hálito - gera uma insegurança muito grande. E aí que surge o maior dos problemas: muitos pacientes tentam julgar o próprio hálito pela reação das pessoas.

Vou dar alguns exemplos.

Se o indivíduo está falando e, por algum motivo (rinite, por exemplo) a pessoa com quem ele está conversando coça o nariz, PRONTO! Ele já acha que a pessoa coçou o nariz para "dar um toque", alertar sobre o problema.

Ou se alguém se afasta enquanto ele fala: já acha que estão fugindo do seu hálito.

Se oferecerem uma bala, então? Aí já é certeza! O desconfiado nunca pensa que alguém ofereceu uma bala por cortesia, educação. Ou que não tinha moeda para dar de troco.

Essa mudança de comportamento vai invadindo a vida dos pacientes de forma insidiosa, quietinha. E, sem o paciente perceber, ele está a maior parte do tempo preocupado com o hálito, se tem alguém sentindo, o que estão pensando dele etc.

O problema é que, muitas vezes, essas "reações" nada mais são do que expressão natural da nossa linguagem corporal. Nem todo mundo coça o nariz por que sentiu algum cheiro ruim, por exemplo. Ou se afastam para esticar a perna, mudar para uma postura mais confortável. 

Muitas vezes, o mau hálito está mais na cabeça do que na boca dos pacientes!

E aí, qual a melhor solução? PERGUNTE PARA ALGUÉM QUE VOCÊ CONFIA! E procure um especialista para dar um fim de forma definitiva nesse problema chato.

Espero ter ajudado!

Dr. Arany Tunes -

Tratamento para mau hálito, boca seca, boca amarga, secura bucal, saburra lingual excessiva e cáseos

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga